Sobre o Glúten

Setembro 18, 2018by orinam0
panquecas-1280x490.png

Recentemente fui convidada para dar uma palestra informativa sobre Alimentação Sem Glúten, e por sentir que ainda existem algumas dúvidas em torno do assunto, esta semana escolhi partilhar convosco algumas ideias sobre este tema.

Nos últimos anos as dietas sem glúten tornaram-se num assunto muito recorrente, com diversas celebridades a demonstrarem os benefícios que esta “dieta” trouxe para a sua saúde e bem-estar geral. Mas que motivos levam a que alguém eliminasse o glúten da sua alimentação se não precisasse? Boa pergunta.

Mas afinal, o que é glúten?
O glúten é a proteína natural encontrada em muitos grãos, como trigo, centeio, cevada e o espelta. Apesar do recente alvoroço e confusão, o glúten não é nenhum bicho papão!

Algumas pessoas sofrem de doenças auto-imunes que causam intolerância ao glúten, a conhecida doença celíaca, e nestes casos realmente não podem digeri-lo, devendo evitar todos os alimentos e produtos alimentares que entrem em contato com grãos que contêm glúten.

Actualmente, muitas pessoas que não são afetadas pela doença celíaca estão a adoptar uma dieta sem glúten, seja porque alegadamente disso resulta uma perda de peso, ganho energia ou maior foco. É claro que pode existir algum fundo de verdade nisto, já que somos todos muito diferentes e reagimos aos alimentos de maneiras muito diferentes. Mas neste caso é muito importante ouvir e dar atenção ao nosso próprio corpo, pois só ele nos dirá o que é melhor para nós.

Com isto quero dizer que, mesmo tenha uma amiga que deixou de consumir glúten e se sinta incrível, esta pode não ser necessariamente a escolha certa para si. Muitas vezes, a razão pela qual muitas pessoas perdem alguns quilos e se sentem melhor a comer alimentos sem glúten é simplesmente pelo facto de estarem a fazer as escolhas alimentares mais saudáveis.

Gostava ainda de esclarecer outra questão: o trigo não é nenhum inimigo! O que é realmente prejudicial para a saúde é a forma como o trigo é processado e consumido. O trigo integral, o centeio e a cevada são bons para si. São grãos que contêm glúten, sim, mas também estão cheios de proteínas, fibras, fitoquímicos, vitaminas do complexo B, folato, cálcio, selénio, ferro e zinco. Quando preparados adequadamente e ingeridos na sua forma original (integral, leia-se não processada), têm muitos benefícios.

O problema é que muitos de nós ingerimos trigo demasiadas vezes ao dia, muitas vezes nas suas formas excessivamente processadas (cereais em caixa, pão e massas brancas…), e este “trigo” já foi despojado da maior parte dos seus valiosos benefícios nutricionais.

Torradas de pão branco ao pequeno-almoço? Vá lá, consegue melhor do que isso. Experimente esta receita de Panquecas sem glúten e conte-nos o que achou.

Sónia

 

PANQUECAS SEM GLÚTEN

INGREDIENTES

2/3 chávena de flocos de aveia

1/2 chávena de noz

1 colher de sopa de bicarbonato de sódio

1 pitada de sal

1 banana desfeita

1 pitada de essência de baunilha

1 c. de sopa de azeite

2/3 chávena de uma bebida vegetal a gosto

2 c. de sopa de geleia de arroz

Para topping:

1 banana cortada às fatias

Geleia de arroz

1 punhado de noz triturada

PREPARAÇÃO

Num processador de alimentos, triture as nozes (não processe em excesso – caso contrário acabará com manteiga de noz!). Remova a farinha de noz, acrescente a aveia e triture novamente até obter farinha. Coloque ambas numa taça grande e junte o bicarbonato de sódio e o sal marinho e misture. Coloque todos os ingredientes molhados no processador de alimentos e misture.
Junte os ingredientes molhados com os ingredientes secos e misture até que os dois se unam. Deixe a massa descansar por 30 minutos à temperatura ambiente.
Aqueça um pouco de óleo de coco (ou ghee) numa frigideira, e coloque em 3 colheres grandes de massa. Espalhe ligeiramente com as costas da colher para uniformizar a massa. Baixe o lume. Deixe cozinhar na parte de baixo até o topo secar, o que levará mais tempo do que uma panqueca regular. Verifique se o fundo está dourado e, em caso afirmativo, vire para cozinhar do outro lado. 
Sirva com geleia de arroz, fatias de banana e nozes picadas. 

orinam

Scroll Up